Follow by Email

sábado, 7 de março de 2015

Oração a Mãe Terra/Gaya


"Amada Mãe Terra Gaya,

Solo sagrado que nos acolhe,
louvamos e agradecemos por toda a vida gerada em todos os vossos reinos.

Hoje, depois de tantos ciclos, depois de tanto tempo...
Percebemos e sabemos o tamanho de vossa beleza,
a sacralidade de vossa pureza,
a magnitude de vossa grandeza;
a divindade de vossa natureza.

Nutridos e acolhidos em vosso amor divino,
Sabemos a simplicidade de nosso destino.

Perdoa-nos por todas as vezes que esquecemos a magnitude de vossa existência,
Por todas as vezes que deixamos de protegê-la, negando a tão sagrada consciência.

Terra sagrada das quatro estações, das oito visões, dos ciclos divinos que ensinam as grandes liçoes...
o tempo de semear, de cultivar, de crescer, de nutrir, de colher...
o tempo de mudar, de trocar, de partilhar, de deixar ir, de contemplar...
o tempo de ser, de viver, de saber; de morrer...

Terra sagrada dos ciclos da vida, Grande Mãe, tão amada e querida, Vos louvamos, vos agradecemos, Vos abençoamos e à vós prometemos:

Que vosso fogo incendeie nosso espirito;
Que vossas águas renovem nossos corações;
Que vossos ares libertem nossas mentes;
Que vossas terras nutram nossos corpos;
E assim seremos UM com vossa Presença!!!

E assim, sua alma será para sempre sentida e vivida dentro de nós,
E em unidade, honraremos a sabedoria e a vida que existe em Tudo. Na Terra, como no ceu! Amem

...Amada Gaya, recebei de nós, vossos filhos, a gratidão infinta.
Que possamos colocar no vosso sagrado coração todo o nosso imenso amor e todo o nosso absoluto reconhecimento."

Sarah Tamar por Joanita Molina.

Arádia


Mulher

Sou! Menina, Mulher, Mãe, esposa, irmã, filha, amiga e guerreira! Esse meu post é pra nos homenagear, por que SOMOS, e não é preciso muitas palavras!

Um abraço à todas pelo dia 08 de Março.
Fada Luna.

Outono / Mabon


Outono está chegando no Hemisfério Sul (20/03) e, junto chega a grande celebração de Mabon. O Sabbath, da 2ª colheita, dia de agradecimentos, meditação e grande alegria.
* Use umas das cores correspondente a esse dia, e traga para perto de você as boas energias de hoje.

Escolha uma cor entre: Marrom, vermelho escuro, laranja, dourado, e se divirta.
* Faça uma bela faxina em sua casa, no local de seu trabalho, varra tudo, limpe tudo, tire dos armários o que não precisa mais.
* Doe o que você não usa, mais lembre-se só doe aquilo que você gostaria de receber, as roupas tem que estar em perfeito estado.
Isso serve para livros, objetos, sapatos, a faxina tem que abranger tudo.
* Use sua vassoura espiritual e limpe todos os cômodos.
* Faça uma mesa para comemorar Mabon, de boas vindas ao Outono, que ele traga serenidade e sabedoria. 
* Acenda velas com as cores do sabbath, perfume o local com os incensos, decore sua casa com rosas, ou flores do campo.
* Monte seu altar, ou se ele for fixo decore com frutas, sementes, trigo, flores, velas, esse altar faz parte das comemorações.

sábado, 13 de dezembro de 2014

Livros

Hoje em dia com o avanço da internet disponibilizamos de um grande acervo de livros que podem ser lidos online e baixados, aqui deixarei algumas sugestões.

_ Autobiografia de uma Feiticeira ( Lois Bourne )
_ A magia de Hécate/ Uma roda do ano com a Rainha das Bruxas ( Dylan Siegel e Naelyan Wyvern )
_ A dança Cósmica das Feiticeiras ( Starhawk )

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

As Conchas

Um dos objetos
A concha: a mais antiga ferramenta que se tem conhecimento na Strega é a concha. Elas representam o útero feminino, a deusa, e são muito usadas em invocações. Elas podem ser de vários tamanhos, mas do tipo da concha da "shell", são colocadas em altares com água do mar com uma pequenina concha no centro da maior para representar o poder da lua. A concha maior simboliza a grande deusa e a menor o pedido a ser feito para a deusa, ela pode ser preenchida com licor Stregha que ao pegar fogo representa a divindade.

Stregheria ou Bruxaria Italiana


A velha religião na Itália começou com os povos Etruscos que apareceram na Itália por volta de 1.000a.c, por serem povos místicos e possuidores de conhecimento de magia eles influenciaram em muito a religião da Itália.

Os povos Etruscos deixaram tumbas magníficas decoradas, pintadas e às vezes com jóias armas, utensílios de uso pessoal, todos esses objetos indicavam o nível social da pessoa que ali estava enterrada, acreditavam na vida após a morte e que os deuses se fossem bem celebrados durante suas vidas na terra, poderiam lhes reservar uma boa vida após a morte.

Os deuses ocupavam um lugar importante na vida dos Etruscos, influenciavam seus comportamentos, seus relacionamentos, e a idéia principal dos Etruscos era o poder que os deuses podiam emprestar "aos humanos", portanto, o poder divino era consciente entre os Etruscos. Com seus hábitos, sua religião e seus conhecimentos influenciaram sobre maneira toda a região da Itália.

A vinda do cristianismo na Itália determinou a queda do Paganismo, e os cultos mágicos aos deuses foi considerado ilegal. As sacerdotisas de Diana se refugiaram em vilas isoladas onde hoje é encontrado o templo de Diana em ruínas, portanto, a Velha Religião foi conservada nessas áreas rurais e o seu conhecimento existe até hoje na Itália moderna.

A perseguição das bruxas na Itália não foi violenta como foi em outros países pois as bruxas italianas se concentravam em vilas isoladas e eram geralmente muito bem toleradas.
A bruxa italiana chama-se Stregha e o bruxo italiano chama-se Streghone e o coven de bruxos é chamado de Boschetto. A Stregheria também tem várias tradições conforme as regiões da Itália, por exemplo: na Sicília, norte da Itália, sul da Itália etc.

Na Stregha é muito importante os laços familiares, os espíritos que protegem e preservam a antiga religião e seus conhecimentos. Há muitas diferenças entre as bruxas americanas e as bruxas italianas, essas diferenças além de serem históricas são devidas a diferentes tradições e diferentes crenças. Os Estados Unidos ficam muito longe da Itália e numa época passada, nos tempos primitivos, é lógico que o conhecimento da Itália era diferente dos conhecimentos americanos assim como a sua história, por exemplo: uma bruxa Strega nunca ouviu falar sobre karma há tempos atrás, porque o conceito oriental místico só chegou na Itália neste século, portanto não se escutava falar sobre tantra, I'ching, chakra, yoga. Estes conceitos não estavam presentes na Itália no ano de 1.300. Como a Stregha italiana tem seus alicerces na velha religião praticada nessa época, genuinamente ela não usa conceitos orientais.

Outro exemplo: Na Itália temos quase 200 dialetos diferentes, o que originam diversas formas de conhecimentos, tradições e clãs.

A magia Stregha usa muitos objetos da natureza, amuletos, talismãs, adivinhações, feitiços. Os círculos mágicos também são feitos, é muito comum se encontrar chaves feitas de ouro ou prata, tesouras ferraduras, pérolas, fitas vermelhas e sal.

Já foi dito que é muito importante os laços familiares na bruxaria Stregha e geralmente a iniciação de uma bruxa Stregha começa desde o momento de seu nascimento. As mulheres mais velhas da família gradativamente vão oferecendo conhecimentos para a iniciada e vão notando quais os dons que esta iniciada nasceu com eles.