Follow by Email

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Para Sorte


Para ter sorte no ano que entra, às nove horas da noite do dia 31 acenda uma vela dourada e sente-se confortavelmente perto dela, enquanto relaxa a mente e o corpo por alguns minutos.
Num pedaço de papel roxo, escreva nove vezes as suas metas para o Ano Novo, repetindo as seguintes palavras:
-Cobre, estanho, ouro, prata, minha sorte aumenta enquanto o ano passa!
Deixe sua lista de metas num lugar especial e procure lê-la regularmente.
Boa Sorte!
Bom Ano Novo!

Encantamento com a Lua

Na Mitologia e na Wicca, a lua, representa a força feminina que reflete a força masculina do sol. Na mitologia romana é Diana e na tradição grega é Perséfone e também Afrodite. Na tradição egípcia é Ísis, a parte feminina mais poderosa de Osíris,Ísis e Hórus.
Na wicca, ela é Brid, deusa-virgem da lua crescente; Diana, deusa-mãe da lua cheia, e Morrigan, deusa-anciã da lua minguante. Os versos que seguem, foram extraídos de um ritual associado à Deusa da Lua:
"Contemple a deusa de três formas;
Ela que é sempre três- virgem,mãe e anciã.
Embora seja sempre uma só;
Contida em todas mulheres, que também nela estão.
Contemple-a, lembre-se dela,
Não esqueça nenhuma de suas faces".

P/Lua lhe conceder um desejo: - Numa noite de lua cheia,pegue uma folha de papel azul, escreva nele o pedido, e acenda uma vela branca.Diante da vela, repita: "Sobre esta vela escreverei
o que peço esta noite à tua face.
Dedico este rito à ti,
Ó adorável Deusa-Lua".
Agradeça à Deusa, e deixe a vela queimar até o fim.

*Extraído e adaptado do artigo "Magic by the Stars", de K.D.Spitzer,
magical almanac 2007.

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Feitiçaria Básica

Unhas, lesmas e rabo de dragão:
Tudo isso é bom pra qual aflição?
Asa de morcego e olho de gavião:
Tudo isso funciona ou não?
Toda boa bruxa conhece bem essas receitas,
Todas elas são seguidas e bem aceitas.

Uma pitada a mais, um errinho de nada?
E eis alguém com a cabeça pelada!
Ao invés de belas fadas a voar,
Você conjurou um macaco feio de assustar!
E embora ele seja engraçado e adore brincar,
Como é que você dele vai se livrar?

Este é o livro da minha magia,
Cheio de risinhos, risadas e muita alegria!
Feitiços, poções e encantamentos
Tecidos por bênçãos e bons sentimentos,
Criados com calma e sem tremedeira
Por alguém orgulhosa de ser feiticeira!

Poema extraído do "Livro das Sombras, de Dorothy Morrison."

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Deidades Pagãs

Os nomes dos Deuses variam de panteão para panteão,de acordo com a cultura de um povo ou nação.
Para os egípcios por exemplo: Isís seria a personificação da grande Mãe, da Deusa, enquanto que para os celtas, ela seria Ceridwen.
A bruxa é muito particular na sua crença.
Depende muito da afinidade, ela pode cultuar a tradição egípcia: Isís, Bastet, Hathor, Thot, Osíris; ou se identificar com a tradição greco-romana, isto é muito particular de cada bruxa.

Paganismo

A palavra pagão vem do latim "paganus", que quer dizer:
"aquele que vive no campo", ou "aquele que vive do campo".
Chamamos de povos pagãos, aqueles que na antiguidade tinham nos campos e plantações, seus sustentos.
A terra era sagrada! Toda cultura e religião giravam em torno da natureza: a época das colheitas, as estações, os solstícios,etc.
Muitos dos povos pagãos eram politeístas, atribuindo aos Deuses faces da natureza com que conviviam.
Assim havia o Deus sol, a Deusa lua, o Deus da caça, a Deusa da fertilidade...
Foram pagãos os povos: gregos, romanos, e celtas.
Os celtas como exemplo: antes de ser influenciados pelo cristianismo, sua cultura era matriarcal. As cerimônias eram conduzidas por sacerdotisas, a medicina é praticada pelas curandeiras, as decisões tomadas pelas sonhadoras, e o Deus, não passa do consorte da Deusa, a grande Mãe.
Como religião, o paganismo busca o equilíbrio entre o masculino e feminino, tanto no exterior, como dentro de cada indivíduo.

domingo, 14 de outubro de 2007

Coven

A wicca pode ser praticada tanto na forma tradicional, quanto na
forma solitária.
Na tradicional os praticantes avançam através de graus "pré-definidos" de iniciação, e geralmente trabalham em covens.
Nas formas solitárias, os praticantes se auto-dedicam e auto-iniciam nas práticas, e depois normalmente à praticam sozinhos ou se juntam à outros bruxos solitários para formarem um coven.
Coven, do latim: "convenire"=reunir, se juntar
do inglês: convocar.
É um encontro ou comunidade de bruxos, reunidos para cerimônias de cultos ou celebração dos sabbats.
O número de bruxos envolvidos pode variar, mas o número 13 é o sugerido, qualquer número acima e incluindo o 3, pode ser um coven.
Fonte: Wikipédia

Gaia

Criadora do Universo.
A grande Mãe.
Deusa da Terra.
Reverenciar os princípios femininos,
a consciência da Deusa, nos coloca em
contato com a beleza e a magia de toda
natureza.
Deixe que a Deusa se expresse, sinta o
perfume das flores, absorva a energia da
terra, coloque seus pés descalços, esteja em
contato com a natureza!

Todas as Bênçãos da Deusa!

sábado, 13 de outubro de 2007

Bruxa

Em sânscrito, quer dizer:
mulher sábia, ou sabedoria feminina.
Algumas bruxas que alcançaram notoriedade:
*Bruxas de Salem
*Bruxa de Évora
*Dame Alice Kytler (bruxa inglesa)

Na literatura:
*Harry Potter
*As Brumas de Avalon-Marion Zimmer Bradley
*As Bruxas Mayfair-Anne Rice
*A Bruxa de Portobello-Paulo Coelho

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Datas que Acontecem os Sabbats

Samhaim- 1° de maio( hemisfério sul )
31 de outubro( hemisfério norte)

Yule- 21 de junho( hemisfério sul )
21 de dezembro( hemisfério norte )

Candlemas- 1° de agosto(hemisfério sul )
2 de fevereiro( hemisfério norte )

Ostara- 20 de setembro( hemisfério sul )
20 de março( hemisfério norte )

Beltane- 31 de outubro( hemisfério sul )
1° de maio( hemisfério norte )

Litha- 21 de dezembro( hemisfério sul )
21 de julho( hemisfério norte )

Lammas- 2 de fevereiro( hemisfério sul )
1° de agosto( hemisfério norte )

Mabon- 20 de março(hemisfério sul )
20 de setembro( hemisfério norte )

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Outubro

Mês de Magia
31 de outubro
Halloween/Samhaim

Comemoramos o ano novo celta.
Neste dia as portas para o mundo
mágico-sidh-estão abertas, libertando
seres encantados.
O cristianismo lutou para acabar com
esta festa pagã, que ficou conhecida como
o dia das bruxas,uma festa à fantasia em
que bruxos e seres encantados festejam
sua liberdade,com guloseimas e brincadeiras.
Neste dia escreva seus pedidos para o próximo
ano,coloque em um caldeirão de ferro. À meia
noite do dia 31,queime o papel,pedindo que se
realize seus desejos,aos seres encantados.

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Consciência Espiritual

"A graça de Deus é concedida a cada devoto de acordo com o nível de sua consciência espititual.
O oceano é vasto e ilimitado, mas a quantidade de água que você pode pegar dele é determinada
pelo tamanho do recipiente que você leva até suas margens.
Se o recipiente é pequeno, você não pode enchê-lo além de sua capacidade.
Do mesmo modo, se seu coração estiver contraído, a graça divina será igualmente limitada.
Expanda seu coração libertando-se das limitadas diferenças e, deste modo, reconheça a verdade de que o divino habita em todos".

Sathya Sai Baba

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Como Consagrar os Instrumentos Mágicos

Materiais: um copo de água, três incensos de cravo,um pires com sal, uma vela vermelha.
Acenda a vela e os incensos,feche os olhos imaginando um círculo de luz ao seu redor e diga:
"Que este círculo de luz esteja ao meu redor durante o decorrer deste rito de consagração. Eu invoco à Deusa Mãe e o Deus Pai para que se unam a mim e abençoem os instrumentos que serão consagrados e dedicados ao trabalho da arte neste momento. Eu invoco a magia dos quatro elementos da natureza para que tragam sua força e seu poder nestes instrumentos mágicos".
Toque o instrumento a ser consagrado no sal que se encontra no pires e diga:
-"Pelo poder da terra eu o consagro, abençôo e purifico. Que sua memória passada seja anulada, para que você seja dedicado aos trabalhos sagrados da Grande Mãe. Que assim seja, que assim se faça!"
Passe o instrumento na fumaça do incenso e diga:
-"Pelo poder do ar eu o consagro, abençôo e purifico. Que sua memória passada seja anulada. Eu o dedico à Grande Deusa do círculo do renascimento e ao Deus fertilizador.Que assim seja e que assim se faça!"
Passe o instrumento na chama da vela e diga:
-"Pelo poder do elemento fogo eu o consagro, abençôo e purifico. Que sua memória passada seja anulada,pois a partir de agora você é um instrumento de força e poder da senhora e do senhor.Que assim seja e que assim se faça!"
Respingue um pouco de água no instrumento e diga:
-"Pelo poder do elemento água eu o consagro, abençôo e purifico. Que sua memória passada seja anulada pois agora você é um instrumento dedicado à arte da Deusa e carrega o poder e a magia.Que assim seja e que assim se faça!"
Eleve agora o instrumento dizendo:
-"Pelos poderes do alto e dos céus resplandescentes de luz eu o consagro à serviço da grande Mãe!"
Toque o instrumento no chão e diga:
-"Pelos poderes de baixo e do submundo eu o consagro e dedico à arte antiga."
Sopre no seu instrumento dizendo:
-"Pelo meu próprio poder eu o consagro e lhe dou vida com este sopro para que você responda só para mim, me ajude e me proteja. Que assim seja e que assim se faça!"
*Guarde com carinho e respeito seus instrumentos mágicos.

domingo, 30 de setembro de 2007

Os Esbats

As mudanças das fases da lua afetam todas as coisas existentes sobre a terra, por isso devemos nos conectar com este enorme poder para tirarmos proveito de suas energias benéficas.
Todas as vezes que a lua mudar de fase, a Deusa está nos abençoando e por isso devemos reverenciá-la com ritos mágicos. Estes rituais são chamados de esbat, termo que vem de esbatre significando "festejar". Durante a realização dos esbats, é reverenciada a força vital criativa, geradora e sustentadora do Universo, manifestada como a Grande Mãe. A noite de lua cheia, é o auge do poder da Deusa. Além dos rituais, há cantos, danças, meditações. No final, comemora-se repartindo o pão ou bolo e bebe-se vinho, brindando à lua e ofertando um pouco à natureza, em sinal de gratidão à Mãe Terra. O pão simboliza o alimento tirado da terra, e o vinho favorece a alegria e descontração. A Deusa está cada vez mais presente na vida e na alma das mulheres, os raios prateados da lua realçando suas múltiplas faces.

Preceito Diário

Que eu tenha hoje e à cada dia:
A força dos céus
A luz do sol
Resplendor do fogo
Brilho da lua
Presteza do vento
Profundidade do mar
Estabilidade da terra
Firmeza da rocha
Que assim seja!
E assim se faça!

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Continuação "Os Sabbats"

Nos sabbats não há sacrifícios de animais,nem humanos,não há o que chamam de magia negra,nem rituais anti-católicos.
Os sabbats são simplesmente uma ocasião em que os bruxos celebram a natureza,dançam,cantam,dedicam-se com alimentos e reverenciam as deidades da religião antiga.
Em certas tradições a Deusa é adorada nos sabbats de primavera e verão, enquanto o Deus é
adorado nos sabbats de outono e inverno.
A celebração de cada sabbat é uma experiência espiritual intensa e sublime que permite os wiccanos permanecerem em equilíbrio harmonioso com as forças da mãe natureza.

Continuação "Os Sabbats"

Estas celebrações são chamadas de sabbats e a cada estação comemora-se dois: logo no início da
estação é comemorado um sabbat de boas vindas
ao período e quando ela chega ao fim celebra-se um de despedida.
Os Sabbats recebem nomes e são subdivididos em quatro principais:
CANDLEMAS
BELTANE
LAMMAS
SAMHAIN
Além dos principais existem outros quatro que são secundários:
EQUINÓCIO DA PRIMAVERA OU OSTARA
SOLSTÍCIO DE VERÃO OU LITHA
EQUINÓCIO DE OUTONO OU MABON
SOLSTÍCIO DE INVERNO OU YULE

continua...

Os Sabbats

São oito datas importantes,onde todos os bruxos
do mundo homenageiam as divindades da Wicca
a Deusa Mãe e o Deus Cornífero.
São oito celebrações de acordo com as quatro estações,e estão associadas à evolução da vida do
Deus Cornífero que nasce,envelhece e morre à
cada ciclo. Estas cerimônias derivam dos antigos
festivais que celebravam a mudança das estações
do ano e o período de plantio e colheita das sementes, já que a wicca teve seu apogeu entre
tribos européias em desenvolvimento agrícola.
Seu conceito e princípio básico é de que a força do
tempo e espaço que comanda o Universo é cíclica.
Como a Deusa é eterna,essas celebrações tentam
expressar de maneira simbólica o nascimento,a infância,a adolescência,a plenitude e a morte do Deus Cornífero,que sempre volta ao ventre da mãe para renascer no ano seguinte,jovem e vigoroso. Isto simboliza o próprio ciclo do sol,passando pelas estações do ano.

continua...

terça-feira, 25 de setembro de 2007

MENSAGEM DA DEUSA


"Celebre-me sob a luz da lua cheia, nos campos,
nas florestas, nos bosques e cavernas.
Dancem e cantem em minha homenagem e os
mistérios da arte eu lhes revelarei.
O meu poder será o seu poder,
a minha força será a sua força,
o meu conhecimento será o seu conhecimento,
pois eu sou a sua Mãe e vocês são meus filhos.
Venham minhas crianças,
retornem a mim no amor, pois
é o amor a única lei,
amor em liberdade e harmonia."

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Bruxa

A própria bruxa é a melhor ferramenta criada pela
Deusa. Dentro de nossos corpos e mentes temos a
capacidade de realizar todas as magias sem o uso de
instrumentos mágicos. Nossas intenções e energias
conduzem qualquer tipo de magia que venhamos a
realizar.
Contemos em nós os 4 elementos da natureza:
ar, sopro e respiração
água, saliva e sangue
fogo, temperatura do corpo
terra, nosso próprio corpo.
É fundamental sentir-mos dentro de nós, a força dos
4 elementos, sendo regra básica para qualquer magia.

Roupa de Bruxa

Esta é uma parte opcional para os bruxos.
Em algumas tradições os bruxos praticam seus rituais
"vestidos de céu", ou seja, nus.
A justificativa para este ato, é a crença de que a roupa
impede que a energia criada pelo nosso corpo circule
corretamente, e todos nus, se igualam à Deusa.
Outras tradições, fazem o uso de túnicas, mantos e jóias.
O uso ou não de roupa, é uma escolha absolutamente pessoal,
e cada um deve agir conforme melhor se sentir.

Bolline

É uma faca de cabo branco. É utilizada na colheita de
ervas, na construção de talismãs e amuletos mágicos.
É um instrumento opcional, pois muitos bruxos usam
o athame.

Bastão

O bastão representa o fogo,e é posicionado no ponto cardeal
sul,e com ele traçar símbolos no solo e no ar,e consagrar alimentos
que são ingeridos ao final de cada ritual.
Você pode fazer seu bastão,as melhores madeiras são:
macieira, carvalho, goiabeira, figueira ou salgueiro.
Sua utilização é semelhante ao athame.

Vassoura

É usada em ritos de purificação de lugares carregados, serve
para limpar o local onde será realizado o ritual. Chama-se fazer
"varredura".
Na época da Inquisição a vassoura foi utilizada para esconder o
bastão mágico, cuja ponta fica sob suas cerdas.
É um símbolo feminino de poder.
Devem ser feitas pelo seu próprio dono de uma forma bastante
simples: um cabo de madeira, vários galhos secos e um barbante
para amarrar os galhos. Os mais usados são: manjericão (árvore
símbolo da Deusa), bétula (representa o nascimento), teixo (árvore
da morte e da reencarnação), artemísia (afasta negatividade,é uma
erva sagrada da Deusa), sabugueiro (relacionado à lua), ou salgueiro
(relacionado à lua e à Deusa).

Caldeirão


É a quinta essência sagrada, o símbolo do ventre da Deusa.
Com ele nos tornamos semelhantes à Deusa, pois nos tornamos
capazes de tudo transformar, moldar e mudar.
É nele que fazemos os feitiços, queimamos pedidos, sortilégios,
e fazemos unguentos para a cura.
Os caldeirões variam de tamanho e podem ser usados desde os
pequenos para o altar até os grandes para o chão.
É usado colheres de pau, para trabalhar com caldeirão.

Livro das Sombras

Este termo provém do inglês: "book of shadows", e é um arsenal importante para todo bruxo.
Serve para guardar todas as artes que o bruxo desenvolve,todos encantamentos aprendidos, as invocações,e
todas as informações com relação à bruxaria.
Diário do mago, onde se registra os sonhos e os possíveis significados.
Livro para guardar como um histórico de iniciação.

Athame

Representa o ar, e é utilizado para traçar o círculo, direcionar energias, invocar, consagrar.
É um punhal com dois gumes. Ele fica no ponto leste do altar.
Representa a alma do bruxo.
O athame não é usado para nenhum corte físico.
As correntes tradicionais wiccas concordam que
instrumentos mágicos só devem ser utilizados com propósitos ritualísticos.

Cálice

Representa o elemento água e fica no ponto oeste do altar. Geralmente são usados dois cálices: água e vinho.
Aquilo que é invocado pelo athame está contido no cálice
ele é o receptáculo dos nossos desejos, ele potencializa a
realização.
É um instrumento que representa o útero da Deusa,cheio de vida!
O cálice junto com o athame, são instrumentos usados para simbolizar o "Grande Rito"- a união do princípio feminino (Deusa), com o princípio masculino (Deus), de
onde surge a vida.

Pentáculo


Representa o elemento da terra, por isso é colocado no ponto
norte do altar. É com ele que carregamos magicamente um amuleto
ervas, talismãs, um cristal, e qualquer objeto utilizado no ritual.

LEIS WICCAS


* Repúdio por qualquer forma de preconceito.

*Igualdade entre homens e mulheres.

* Servidão à Terra.

* Respeito e estima por todas as outras religiões.

*Respeito a todos os seres vivos na terra.

*Observação da mudança das estações do ano com 8 sabbats solares
e entre 12 e 13 Esbats lunares (21 ritos ao ano).

* Rituais sempre no interior de um círculo mágico, pois é um espaço sagrado usado
para adoração.

* Importância dos 3 "R" : REUTILIZAR, RECICLAR E REDUZIR.

O Deus Cornífero

Este Deus é conhecido por vários nomes:
Doador da Vida, Senhor da Morte e Ressurreição,
Deus das Sementes,Flores e Frutos,
Antigo Deus da Fertilidade,
Consorte da Deusa...
Ele é adorado sob muitas formas e nomes,cultuado pelos
antepassados como Deus Cornífero. No período paleolítico
foram retratados nas pedras a figura de um Deus meio homem,
meio animal,sendo o Deus Cornífero da caça.
A representação dos chifres,sempre foi sinal de algo divino.
Na antiga Babilônia o grau de importância era definido pelo
número de chifres que possuía.
O Deus Cornífero representa a força masculina da natureza,que para os
wiccanos,é o sol. As mudanças das estações foram percebidas como diferentes
padrões do calor do sol,ou do Deus.
Os bruxos celebram as mudanças das estações com rituais chamados de "sabbats",
que acontecem 8 vezes por ano.
Muitos wiccanos chamam o Deus de Cernunnos,que é uma versão céltica do Deus
Cornífero. Um altar para Cernunnos foi descoberto debaixo de onde é hoje a Catedral
de Notre Dame,em Paris,na França.
O Deus Cornífero era tido como símbolo da vida,da liberdade,da sexualidade.
Ele é forte e poderoso e não precisa ser temido. Ele é caçador, senhor do submundo,
pastor e curandeiro no inverno. No verão ele é o rei do sol e do milho.

domingo, 23 de setembro de 2007

Tradição Wicca

A Wicca é uma religião que não compromete seus filhos
com sua fé particular,cada um é livre para seguir sua
crença. É uma forma de vida que acredita que todas as
coisas estão interligadas e conectadas entre si. Portanto
o equilíbrio é necessário. A Deusa é o mundo, a Terra e
tudo mais que existe:
A terra é o corpo Dela
O ar, seu sopro
O fogo, o seu espírito
E a água, o seu útero vivo.
Ela está dentro de nós e fora, e se manifesta de várias formas, no crescer de
uma árvore,no nascimento de uma criança,na realização de um projeto...
A grande crença wicca está fundamentada na volta da ligação com a natureza,
este o caminho para harmonia e equilíbrio. Nos tempos primitivos, os rituais
eram celebrados no meio da floresta,nas grutas,onde está concentrado a força
das divindades. Respeitar o corpo da Deusa, ou seja, a Terra,é um dos princípios
vitais da religião, assim como respeitar o reino animal, mineral e vegetal.
"Faça o que quiser,desde que não faça mal a nada, nem a ninguém"!

sábado, 22 de setembro de 2007

Falsas Crenças sobre as Bruxas

* Bruxos não cometem crimes em nome de sua
religião.

*Bruxos não fazem pacto com o diabo.

*Bruxos não praticam magia negra.

*Bruxos não obrigam ninguém a fazer algo
que contrarie suas crenças.

*Bruxos não odeiam cristãos, Jesus ou a Bíblia,
apenas não são cristãos.

*Bruxos não sacrificam animais ou humanos.

*Bruxos em seus rituais, não usam drogas, nem fazem
orgias.

A Deusa

Em diversas partes do mundo a Grande Deusa Mãe
é associada à lua,já que existia um poder maior que
agia entre a mulher e a lua.
Todas as religiões primitivas viam no poder feminino a chave para o mito da criação e assim o universo era identificado como uma grande Deusa,criadora de tudo que existia e que existiu. Pois é do ventre da mulher que todos nós saímos!
O culto à grande Deusa remonta à Era de Touro,nesta época o culto ao feminino e aos mistérios da procriação eram muito difundidos. A mulher era tida como única fonte da vida,os partos eram sagrados,e era muito venerada a Deusa.
A Deusa esteve presente em todas as partes do mundo,sob diversos nomes:
Kali na Índia, Ishtar na Mesopotâmia, Pallas na Grécia, Sekhmet no Egito, Bellona em Roma...
Seus nomes podem variar,mas ela sempre foi venerada como princípio feminino eterno.
A Deusa é o poder do feminino que dá vida ao mundo e fertiliza a Terra.

A Lei Tríplice


"Tudo aquilo que é feito para o bem ou para
o mal,retorna triplicado para nossa vida e nesta
reencarnação"!

Esta é uma lei básica e forte,
da religião Wicca.

Filosofia Wicca

Os princípios da filosofia Wicca são fundamentados em três
conceitos básicos:
1) Acredita-se em uma Deusa que tem papel muito importante nas
práticas e mitos em vez de um Deus masculino. Para os wiccas existe
um Deus Cornífero,que é filho da Deusa.
2) Wiccas se utilizam de magia natural como meio de atingir seus objetivos
e mudar os fatos.
3) Wiccanos acreditam na reencarnação vista como forma de evolução e
também como desejo de retornar ao mesmo local e tempo de pessoas amadas
e queridas.

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Religião Wicca

Com a chegada do século XXI ressurge uma religião
que se propõe a resgatar a Deusa Mãe e as forças da natureza. Esta é a religião Wicca que traz dos antigos cultos pré-cristãos a inspiração para cultivar sua filosofia,onde tudo é criado por uma divindade feminina. A palavra wicca vem do inglês arcaico "wicce" ou do saxão "wich",que significa dobrar,girar,ou moldar.Daí a idéia dos principais objetivos da bruxaria moderna,que é transformar a natureza em nosso favor.
Os homens primitivos viviam acreditando na natureza e em seus ciclos.
Os cultos wiccas as crenças são centradas no feminino e nos mistérios da fertilidade. O homem antigo não tinha ainda associado a reprodução ao ato sexual e via a gravidez e o nascimento como algo sagrado,como um presente dos deuses. Nossos ancestrais acreditavam que as mulheres engravidavam deitadas ao luar,através da Grande Deusa personificada como a Lua.
Este princípio divino feminino prevaleceu muito tempo com a crença de que havia uma Deusa que criara tudo que existia sobre a Terra,até mesmo seu complemento masculino,o Deus.
O culto portanto era à Deusa e ao Deus,como à lua e ao sol. Com o passar dos anos,os valores se inverteram,e foi se dando mais valor ao masculino,até os dias atuais.
A religião Wicca busca trazer o resgate desta origem inegável,e mostra que há equilíbrio entre mulher e homem,a Deusa e o Deus,se complementam.
Não se assuste,pense que há milhões de pessoas normais como você,homens e mulheres que usam seus poderes para se harmonizarem com a Mãe Natureza e buscar uma vida melhor!